Na sequência do comunicado, relativamente ao assunto, emitido a 6 de fevereiro de 2018, em decorrência da vinculação aos princípios da transparência e da publicidade, visando assegurar a prestação de esclarecimentos públicos e o dever de informação, a Procuradoria-Geral da República torna público o seguinte:

  1. A Equipa de Investigação Conjunta apresentou, no prazo estabelecido, o primeiro relatório intercalar, do qual constam informações sobre o estado de evolução da investigação em termos de recolha e consolidação de prova, e bem assim os termos da estratégia processual a ser seguida.
  2. No decorrer da investigação, que está em segredo de justiça, foram realizadas um conjunto vasto de diligências de prova legalmente previstas e que permitiram, entre outras, consolidar alguns meios de prova, recolher materiais e objectos que foram submetidos a exame laboratorial, recolha de informação e de elementos de prova com auxílio da cooperação policial internacional, buscas domiciliárias e identificação de pessoas com relevância para investigação.
  3. As diligências investigatórias continuarão, conforme estratégia de investigação apresentada para esta fase, que serão realizadas de forma mais intensa e envolvendo mais elementos policiais, entretanto requisitados para auxiliarem a equipa. No prazo de trinta dias, a equipa apresentará novo relatório intercalar sobre a evolução das investigações.
  4. A equipa está comprometida, dentro dos limites legalmente estabelecidos, a tudo fazer para descobrir o paradeiro dos desaparecidos e identificar os responsáveis, em ordem à respectiva responsabilização criminal.
  5. Foram recomendadas aos órgãos de policia criminal, no âmbito das respectivas competências preventivas, medidas concretas que deverão ser implementadas e divulgadas à população.

 

Praia, 8 de março de 2018.

A Procuradoria-Geral da República

 

DOWNLOAD A VERSÃO PDF

  • banner biblioteca a
  • banner denuncia
  • contacte nos email
  • Alerta Cidadao

Ministério Público

Direitos de autor © 2018 Ministério Público de Cabo Verde. Todos os direitos reservados.
Software de código aberto Joomla! Sob licença GNU GPL.